Resenha/Download – Steal This Album! – System of a Down

Steal This Album! Serj

Se você acha que o sucesso subiu a cabeça e SoaD vão repetir a fórmula e fazer um álbum estilo Toxicity 2? Enganado. Se você reparar TODOS os álbuns lançados do System of a Down são bem diferentes um do outro (no próximo post falo mais sobre isso), e dessa vez você poderá reparar um pouco do cru do primeiro álbum misturado com a técnica do segundo, e ao contrário das variações de estilos em Toxicity, esse álbum é mais linear e com músicas parecidas uma com as outras…

Na finalização de Toxicity, várias músicas tiveram que ficar de fora. SoaD aproveitou isso para possíveis aprimoramentos e criar outras para o próximo álbum. Não é a toa que esse álbum é conhecido também de ser “sobras” de Toxicity. Discordo completamente, uma vez que (como ja disse) são músicas bem diferentes de Toxicity. E “sobras” parece que são músicas não tão boas assim, o que varia do gosto. Por algum motivo que desconheço, esse é meu álbum favorito do SoaD… e do Serj também. Acho que é pela homogenia do álbum.

Shavo CoverCover JohnCover Daron

Durante os ensaios para gravação do álbum, várias faixas caíram na net. E como você sabe, música na net não tem dono, vários fãs já tinham faixas antes do lançamento do álbum (eu não era um deles). A banda sabendo disso, refez várias músicas e nomeou o álbum como… “Steal this Album!”, que também é inspirado em um livro chamado “Steal this book”, o que não faço ideia do que fala. E também, cada um criou uma capa amadora para o álbum para retratar mais ou menos isso. A banda (pelo menos em uma entrevista ao Serj), ao contrário de muitas que se encontra na mainstream, é a favor daquele adolescente estudante sem grana para baixar álbuns (chupa Metallica).

Como é um álbum homogêneo, irei fazer a resenha diferente dos outros pois são 16 músicas, e enche o saco repetir coisas. Então, baixa logo isso e bota no play.

“Chic ‘n’ Stu” Já mostra o que se espera desse álbum. Um Daron que canta ainda mais, algo mais agressivo sem esquecer as variações melódicas típicas de SoaD e letras ainda mais politicamente corretas. Inspirada nessa música eu fiz uma poesia na escola e tirei nota máxima huhuh. Um “Buy Buy Buy Buy!” viciante quebrado por um “Well advertisings got you on the run” melódico. Letra explicita, não preciso explicar.

“Innervision” mostra aquilo que já falei la em cima. Esse álbum será o mais homogêneo de SoaD na minha opinião, se você não gostou de nenhuma das duas, além de você ser um mal gosto, dificilmente gostará do resto do álbum. O que varia aqui é apenas a parte lenta e a super sagaz rápida “Its never too late…” com a fodatástica combinação da bateria e guitarra. A letra é a mais filosófica do álbum, fácil de entender.. pelo menos a partes entendíveis.

“Bubbles” e “Nünguns” Parece outra melodia de “Innervision” com letra complicada de entender. O que faz a diferença aqui é o refrão viciante. A parte solada de “Nünguns” é sensacional, parece um instrumento de cordas e aposto que é armênio.

Boom!” Tem uma letra que merece ser lida, lembre que foi produzida após a guerra declarada dos EUA contra o “terror”. É uma música muito boa, mas fácil de enjoar pela repetição. Pelo menos o clipe dirigido por Michael Moore compensa… e se passa em São Paulo também huhuh.

“36” é a música mais estranha do álbum. Era uma vinheta (não sei se é ainda) do “Pânico na TV” o que é muito contraditório, pois critica a televisão e consequentemente, o programa.

“Fuck the System” não tem título melhor para definir a banda. Minha música favorita do álbum e um dos tops da banda. Apesar de repetitiva, é muito bem feita que repetição não se torna um problema e sim uma boa coisa. E ainda tem onomatopéias cantadas, não conheço outra banda que faça isso tão bem. Repare no em toda música “I need.. You need” e no refrão final “We all need fuck the system”.

A música semi “méé” é por conta de “Ego Brain”, que apesar de boa, não fui muito com a cara. Pelo menos de início, agora gosto tanto como as outras. Tem uma melodia de guitarra(?) bem excêntrica.

Porque mééé mesmo é “Roulette”, única sem bateria. Parece que tem aquele instrumento armênio de novo, e com belos violinos de fundo. Fico muito bem.

“Streamline” termina com chave de ouro esse álbum, a melhor música do álbum. Só prefiro “Fuck The System” porque está na moda ser contra o sistema, huhuh. Violinos, partes melódicas e pesadas, solo sensacional perto do fim e o coro lindo no final. Se você não gosto é porque é doente do pé.

Faixas:

1. Chic ‘N’ Stew
2. Innervision
3. Bubbles
4. Boom!
5. N – guns
6. A.D.D.
7. Mr. Jack
8. I-E-A-I-A-I-O
9. 36
10. Pictures
11. Highway Song
12. Fuck The System
13. Ego Brain
14. Thetawaves
15. Roulette
16. Streamline

Download

3 opiniões sobre “Resenha/Download – Steal This Album! – System of a Down”

  1. Hey baby, devo ser a única menina que escuta System? Caramba , pois é, meu namorado é viciado nisso, fica falando o dia inteiro que ele odeia sistema! Agora to escutando System direto , é mole? Rsrs. Enfim adorei o que escreveu !!! Gostei realmente do que li!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s