“A cena musical atual é uma bosta!”

Fico puto quando ouço comentários desse tipo. Sempre vêm daquelas pessoas que são viúvas dos anos 50,60,70 ou 80: só ouvem Led Zeppelin, Black Sabbath, Hendrix, Guns and Roses,Jerry Lee Lewis e  acham  que só é bom o que é do passado, mesmo que não conheçam 10% do que rola no cenário musical atual.

Claro, a indústria musical hoje em dia é peçonhenta e nos enche o cu a todo momento com porcarias, tipo Paramore,Justin Bieber, etc (só veio 2 exemplos na minha mente no momento, mas vocês sabem do que eu tô falando: tá cheio de lixo por aí).

Mas não é só por isso,porém, que você, fã de hard rock e heavy metal e outras bandas mesozóicas, vai falar que não tem banda boa na atualidade. Isso é o cúmulo do saudosismo musical.

Boredoms:

Já ouviram falar de Boredoms? É uma banda psicodélica japonesa, formada em 1986, mas que continua ativa, criando coisas boas até hoje, e por isso tá nessa lista.  Ó eles aqui:

O cara de dreads e boné,tocando 7 guitarras conectadas entre si, em frente a uns aparelhos eletrônicos, que também são tocados por ele, é o vocalista principal da banda.E os outros membros tocam 1 kit de bateria cada um.

Isso,somado às eletronices, dá uma intensidade de som sem igual.

Eles já até fizeram uma apresentação com 77 ( SETENTA E SETE!) bateristas tocando juntos.

Animal Collective:

Animal Collective é uma banda que conheci recentemente e cresceu dentro de mim de uma forma tão rápida que já se tornou uma das minhas preferidas. Foi formada em 2000 e tá ativa até hoje. Seu som é psicodélico, mas notem que não é psicodélico à la anos 60, é moderno. E além de o ser, é inovador, sendo para mim uma das bandas mais pirocudas dos anos 00.

A versatilidade dos membros da banda é incrível também: Geologist é o cara que fica nos samplers e eletronices mais constantemente, mas em algumas músicas também vai pra percussão e vocal; Avey Tare é o principal vocalista, que também toca guitarra e eletrônicos; Panda Bear é o percussionista principal, mas também fica nos eletrônicos; e Deakin, que toca guitarras e faz o vocal também.

Koenjihyakkei:

Koenjihyakkei é um projeto do baterista  japonês Tatsuya Yoshida, que também tá envolido em uma caralhada(leia-se : muitas mesmo) de outras bandas. Koenji é,talvez, seu projeto mais conhecido (concorrendo com Ruins, um duo de baixo e bateria).

O som da banda é avant-garde,com influências óbvias de free-jazz, e louvor declarado à banda francesa de Zeuhl, Magma.  A formação da banda tá em constante mudança, mas a que eu mais gostei foi a do álbum Angherr Shisspa, com uma saxofonista, uma vocalista de canto lírico, uma pianista, uma baterista e um baixista – guitarra é coisa do passado.

Todas as bandas que mostrei aqui (daria pra postar até mais) são de atitude, inovadoras, subversivas. Não são iguais às outras bandas atuais meia-boca que são consideradas boas porque têm uma pitada de Led Zeppelin, um pouquinho de Nirvana e etc.

São únicas, têm tudo que os saudosistas dizem  que as bandas atuais não têm. Por que dizem ?  Porque é mais fácil ficar falando sem conhecer do que ir pesquisar além do mainstream bandas que realmente pirocudas e,quiçá, admitir que são melhores que os “dinossauros do rock”.

“Haters gonna hate”

Uma consideração sobre ““A cena musical atual é uma bosta!””

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s