Arquivo da categoria: Music

Scandinavian progressive rock, a dedication

tumblr_n9cn2xyHr11r7ns0uo1_1280
“Scandinavian Summer 12” by Floreina

Música progressiva sempre foi uma das minhas paixões. Especialmente a música atmosférica e inspiradora que ecoa a partir da paisagem colorida da natureza escandinava. Afora meus desejos mais sonhadores de algum dia poder visitar de verdade esses outros mundos tão sedutores e ao mesmo tempo ludibriantes da minha consciência,  a  Suécia, Noruega, Finlândia e Islândia foram países em que a estética do rock progressivo floresceu bastante e adquiriu níveis tão excelentes e curiosos que decidi até fazer uma lista com meus favoritos. Scandinavian progressive rock raises the bar so high I’m offerting myself to the rock’n’roll while including the best on a list. A lista não inclui nenhuma ordem objetiva de importância dos discos, são apenas os que mais movimentam minha mente e sentimentos. Enquanto a paixão por ouvir música existir, os blogs vão sempre se reproduzir.

d80b70ad-ebfe-4a75-ae53-5bbd706ccb3e

Session – Unikuva  (1974) – Finland

Pedrada obscura de hard prog finlandês com guitarras gêmeas e baixo cavernoso. Excelente adição para quem curte um hard hard rock melódico, cheio de riffs,solos,duetos, seções diferentes e,acima de tudo, músicos competentes que constróem a música em seus detalhes. Para quem gosta de Wishone Ash.

Striking powerful finnish hard rock with twin-guitars and deep bass. This babe doesn’t get how much love it deserves.

Download

url

Råg I Ryggen – Råg I Ryggen  (1975) – Sweden

Único e explosivo álbum dessa banda sueca. Os integrantes eram jovens e despretensiosos, tocavam durante o final de semana já que todos tinham empregos convencionais. O mais impressionante é a energia e vontade que esses caras colocavam no hard prog deles, cheio de órgão Hammond, solos rasgantes de guitarras e flauta. Algumas das letras são em sueco mesmo, como a eletrizante Det kan väl inte vara farlig, já a blueseira You Know It Ain’t Easy, em um inglês básico e sueco, é um devastador rock de despedida. A banda pode ter,sim, suas falhas, mas é nisso que tem seu maior trunfo: a vontade e despretensão. Evidentemente eles não buscavam a perfeição, e pelas faixas ao vivo que inclui no arquivo RAR, dá pra ver que os caras queriam e conseguiam era divertir o público e se divertir eles mesmos! For fans of Led Zeppelin, Jethro Tull and specially Grand Funk Railroad.

Download

cover_524610152012_r

Þursaflokkurinn  – Hinn Íslenzki Þursaflokkur  (1978) – Iceland

Um dos meus favoritos desde sempre. Parte do meu apreço pelos álbuns escandinavos vem de seu idioma tão incompreensível e misterioso. Com “Þursaflokkurinn “, que nem arrisco a tentar traduzir em um tradutor online, essa tendência chega ao máximo: idioma absolutamente desconhecido, composições de tradição folk islandesa, com andamentos e estilo de vocal próprios, e o fagote como um dos instrumentos de mais destaque nas composições. Algumas das músicas são indiscutivelmente folk, como a primeira faixa, já outras, instrumentais e com solos de guitarra e piano, remetem ao rock  de Pink Floyd. Já a faixa número três demonstra um hard rock consciente e trovadoresco de riffs fumegantes.

Um prato cheio para o ouvinte curioso. Food for thought!

Download

Eik

Eik – Hrislan Og Straumurinn  (1977) – Iceland

Se me lembro bem, Eik foi a primeira, se não a mais marcante, banda de rock progressivo que não fosse um dos medalhões britânicos que ouvi. Logo de início, o que espantava era o escasso número de ouvintes que a banda tinha no Last.fm. Na época, e ainda hoje, mais de 6 anos depois, menos de 1500 usuários do site deram scrobble na banda. Os moogs, sinos, vocais sussurrados, às vezes só com puras vocalizações, ora leves, ora sombrias fazem o álbum ser muito misterioso .  As composições são  um prog sinfônico dinâmico, com várias mudanças de humor e andamento. A faixa-título tem 14 minutos e em suas passagens beira a música ambiente. O álbum como um todo apresenta interplay consistente entre os membros, com guitarras,flautas e teclados em improvisos conscientes e em um forte groove, marca característica do Eik em seus dois álbuns.

Download

folder

Panta Rei – Panta Rei  (1973) – Sweden

É impossível falar de Panta Rei sem notar a capa repulsiva. Mas dando às coisas somente o tempo de atenção que elas merecem, a gente logo vê que a música soa muito mais agradável que a capa parece ser. A banda tem uma energia incrível, positiva e inesgotável que me inspira a ouvir seus sons logo depois de acordar. O esquema da banda é simples: temas com riffs e vocais que se desenvolvem em improvisações coletivas. Evidentemente, devido à formação da banda, quem se sobressai é o guitarrista, com longos solos variados em efeitos. O arranjo acústico com violão e flauta de temas de músicas como White Bells é claro e inspirador, como um raio de sol iluminando a rodovia por dentre a alta copa das árvores. O vocal é absolutamente comovente e empolgante. Panta Rei é um álbum absolutamente recomendado para fans do bom e velho hard rock despretensioso e competente, em que a música vale mais do que a imagem.

Download

folder

Kebnekaise – Kebnekaise II  (1973) – Sweden

Uma das mais famosas e bem sucedidas bandas do folk rock da Suécia, Kebnekaise lançou em sua carreira vários álbums. Falo aqui deste que é dito o mais bem temperado de todos os álbuns da banda. E falar de música escandinava para mim é
também falar de memórias. Memória do tempo que foi e que de fato ainda é, em que ouvir música sempre preencheu como muitas das minhas atividades. Lembro de ouvir Kebnekaise II enquanto jogava Ragnarök matando Minorous nas mais
profundas e claustrofóbicas, no entanto húmidas e frescas, cavernas de Glas Hein. O álbum é cativante do começo ao fim, desde a dupla harmonia vocal e de violino da primeira faixa até as longas e groovy jams de músicas como Comanche
Spring. Temos trabalho competentes dos dois guitarristas que solam e improvisam duplamente em cima de um tema principal. Como inquietação genérica fica a pergunta de como e por que a percussão africana (sem querer associar áfrica a
qualquer tipo de percussão) foi se desenvolver tão sutilmente na instrumentação bandas de folk prog na Escandinávia. Essential folk prog fra Sverige.

Download

Ragnarok - Ragnarok - Front

Ragnarök – Ragnarök  (1976) – Sweden

Em nenhuma lista de musica atmosférica escandinava pode faltar o emocional, cosy, e proficiente Ragnarök. É como se nenhum membro da banda estivesse no estúdio para fazer brincadeira. Eles executam perfeitamente o que querem fazer, e sabem muito bem o que têm em mente: composições leves, não-aceleradas, absolutamente líricas, poéticas e nostálgicas. Para mim é difícil ouvir qualquer música que seja deste álbum sem sentir um verde-úmido e confortável emanando dos sons, que me faz sentir na garganta o coração pulsando diante da imponência da música.  A capa, uma das mais bonitas da história do rock progressivo, e da música como um todo, já descreve perfeitamente o clima do álbum. As músicas são todas leves, com singular uso do teclado Fender Rhodes, conjugado a flautas, guitarras elétrica, steel-guitar, em uma levada envolvente e dreamy.

Download

1452Aunt Mary – Aunt Mary (1970) – Norway

Debute de uma das mais bem sucedidas bandas de rock da Noruega, que viria no futuro fazer seu nome com os singles”Jimi, Janis and Brian/Stop Your Wishful Thinking” e “Rosalind / In the Hall of the Mountain King” e álbums como
Loaded e Janus. O debute que trago aqui é muito agradável e eclético, em músicas relativamente curtas (a mais longa, I do and i did, tem 4 minutos e 52 segundos) e ecléticas, algumas com orquestras, outras com leves solos, algumas
baladas, outras mais pesadas, todas com ótimas melodias
e levadas agradáveis. Não é à toa que a banda conquistou seu status de lenda-viva em sua carreira que durou décadas, com um álbum lançado em 1992, e uma edição de apresentações ao vivo na Suécia de 1971 lançada em 2009, além de um
disco de reunião ao vivo lançado em 81. Gosto especialmente do vocal, sempre na medida e preciso, sem os quais os ótimos arranjos não teriam todo brilho. Mas, opa, a real é que isso também é verdade em vice-versa!

For fans of “The Band”.

Download

A

Atlas – Blå Vardag (1978) – Sweden

Álbum absolutamente essencial para os apreciadores do progressivo sinfônico. Os arranjos são ótimos e a banda conta com 2 tecladistas, que tocam pianos, moogs e mellotron, e 2 guitarristas. O álbum é completamente instrumental, e as faixas 6,7 e 8 são bônus não inclusos no primeiro lançamento. Som para ouvir e simplesmente  deixar a banda nos levar nos diversos climas, arranjos, imprevisibilidades,quebras de ritmo e movimentos das músicas. A banda ainda guarda uma grande surpresa para aqueles que gostam do progressivo mais clássico de primeira onda no Reino Unido, mas isso eu não vou falar, só os que baixarem e ouvirem contemplarão. Close your eyes and let the music do the rest.

Download
front

Kvartetten Som Sprängde – Kattvals (1973) – Sweden

Meu favorito absoluto. Único, legendário e, melhor de tudo, instrumental album da banda. Fato curioso sobre esse álbum é que Kvartetten Som sprängde significa “O quarteto que toca”, ou algo parecido. A banda na verdade era um trio,  em que o organista, toca o Hammond de uma forma muito particular, incrivelmente harmônica e ao mesmo tempo pulsante. Pela falta de um baixista, a base é feita pelo próprio organista, e pelo baterista. As músicas então se desenvolvem doce e calmamente em jams de direção média em que o guitarrista e o organista duetam e improvisam alternando a liderança do som. Ambos os 3 membros tocam com o coração e de forma absolutamente emocional. O álbum soa de certa forma frio, mas ao mesmo tempo aconchegante e vigoroso. A intensidade emocional das músicas varia bastante, em baladas lentas e doces como På en sten (On a Rock) mas também incluem sólos de tirar o fôlego, na feroz epopeia de Gånglåt från Valhallavägen, algo como “marcha de guerra de Valhalla”. Vågspel se destaca por ser uma faixa de 3h35 em que só ouvimos o órgão, majestoso e espreguiçador como um gigante há muito adormecido. Ölandsshuffle conta com
riffs incessantes e solos de guitarra diretos na veia. Consegui uma versão original em cd do álbum, lançada em 2007 pelo selo suéco Tone Arm. No arquivo rar incluo imagens scaneadas com informações e fotos.

Download

Resenha: O Som Nosso de Cada Dia – Snegs de Biufrais

Snegs - CapaPsychedelic prog rock-inspired Tropicalia.The albums really makes you feel the aproximation of distinct genres of music: Tropicalia, that of Novos Baianos, and that of Camel with the worldly spread progressive rock aestethic. Elements of both are present: the constant flow of moods crafted precisely with moogs and variated instrumentation of symphonic prog with that of Tropicaia, as to know, the supporting counter-culture, alternated states of conscience themes, all cooked on brazillian popular music countless influences. One can call it a prog rock gem but it’s also um grande símbolo de brasilidade.

álbum brasileiro muito bom para quem gosta de prog rock e camel. mas também tem muito de coisa brasileira mesmo, rockzão e um suíngue. tudo nooso. comenta ae!

Download